Mau hálito ou bafo: o que fazer e como tratar?

mulher sentindo mau cheiroNão são poucas as pessoas que chegam ao meu consultório sem saber o que fazer para acabar com a halitose – mais conhecida como mau hálito ou, popularmente, bafo. Já fizeram de tudo: receitas caseiras, remédios milagrosos, procuraram muitos dentistas e nada adiantou. Sabe por que isso acontece? Porque o mau hálito não é uma doença, é um sintoma. E é preciso ter conhecimento específico para tratar.

Vamos começar pelo começo. A halitose é o nome científico do mau hálito, que pode ter mais de 50 causas. Mas estudos apontam que, em mais de 95% dos casos, a origem está na boca: cáseo amigdaliano, saburra lingual e periodontite. Então, por que nenhum dentista conseguiu identificar? Porque ele precisa ter conhecimento específico para isso.

A Associação Brasileira de Halitose (Abha) foi criada com foco em problemas relativos à higiene oral e odores da boca. Os profissionais ligados a ela têm plenas condições de tratar a halitose, porque conhecem as ferramentas de diagnóstico e tratamentos efetivos.

Qual é o primeiro passo?

A primeira coisa a se fazer quando você sabe que tem o problema é eliminar a possiblidade de má higienização. Como está seu ritual de limpeza da boca? Vamos ao passo a passo:

Passar fio dental entre os dentes

– Limpar a língua com um limpador específico (as cerdas não são tão efetivas)

Escovar os dentes de forma correta

Usar um enxaguante bucal sem álcool

Você deve observar também os seus hábitos. Beber ao menos 2 litros de água por dia, mastigar bem os alimentos e ingerir fibras são dicas que valem não só para a saúde bucal, mas para o funcionamento do corpo como um todo.

E se não adiantar, o que devo fazer?

Procure um dentista indicado pela Abha. Nós somos os únicos qualificados para tratar o problema. Temos a expertise necessária para fazer o diagnóstico e conduzir o tratamento. Importante você saber que, dependendo da causa, é necessário envolver outros profissionais para uma abordagem multiprofissional.

Outra coisa importante é que não falamos em cura, mas sim em controle. Duvide de profissionais que te prometem soluções milagrosas.

A única coisa que você não deve fazer é deixar para depois. O mau hálito pode levar a episódios de bullying, transtornos comportamentais e baixa autoestima. Pode parecer bobagem para algumas pessoas, mas não é.

Mau hálito é coisa séria. Portanto, leve a sério! Se você ou alguém que você conhece sofre com esse mal, ajude sem constranger.

Foto: Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *