Halitose: como curar rápido o problema e recuperar a autoestima

Halitose: como curar rápido o problema e recuperar a autoestimaQuando se fala em halitose, não existe milagre. Esqueça os tratamentos naturais, produtos e medicamentos específicos para este fim. O mau hálito é um problema que, na maior parte das vezes, tem origem na boca e o tratamento é mais simples do que você imagina.

Mas, será que podemos falar em cura? Na verdade, falamos em controle, porque as causas da halitose têm muito a ver com hábitos. Para ajudar você nessa empreitada, preparei um guia simples para nortear sua conduta. 

Primeiro passo: diagnóstico

A partir do momento que alguém te alertou sobre o mau odor da sua boca, ou você desconfia disso pela reação das pessoas, é essencial buscar ajuda. O cirurgião dentista especializado no tratamento do mau hálito é o profissional indicado para fazer esse acompanhamento. 

Descobrir a causa é fundamental, pois existem mais de 50 causas para a halitose. O mais comum é a saburra lingual, que nada mais é do que aquela camada esbranquiçada que fica na língua.

Segundo passo: entender que hábitos interferem muito 

Existem algumas atitudes que você pode tomar de imediato. Isso porque as causas principais da halitose incluem, além da saburra lingual, o estresse, baixa ingestão de água, pouca produção de saliva e higiene oral insuficiente.

Não para por aí. O mau hálito também é causado por uma vida sedentária, dormir de boca aberta, longos períodos de jejum e até prisão de ventre. Percebe como é um universo amplo? É por isso que recomendamos sempre um suporte profissional.

Terceiro passo: ter alguém de confiança no processo

Além de um profissional especializado, é fundamental contar com um familiar ou amigo de confiança que possa acompanhar o processo. Essa pessoa terá a missão de alertar sobre o odor, já que a fadiga olfativa – quando o odor é constante e deixamos de senti-lo – impede que nós mesmos possamos detectar se o problema foi resolvido. 

Quarto passo: não adiar o cuidado

O mau hálito é perigoso, porque pode levar a problemas psicológicos sérios e comprometer diretamente a qualidade de vida. Tratar a halitose é fundamental para o bem-estar. Se você desconfia que tem um problema, procure um dentista especialista.

Se você conhece alguém que sofre com halitose e nem faz ideia disso, faça um alerta, mas sem constranger. Tenha empatia e gentileza. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *