90% da população tem gengivite; veja como identificar e tratar

GengiviteGengivite não é algo que se deve deixar passar. É um problema de saúde bucal importante, que pode evoluir para periodontite, uma doença ainda mais traiçoeira e causadora de consequências graves, como a perda de dentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 90% da população mundial sofre com a gengivite. Essa alta porcentagem pode ser explicada por alguns fatores. Há quem não se preocupe com os sintomas, como sangramentos ocasionais; há quem resista a procurar um periodontista. E, principalmente, há quem desconheça que a gengivite possa favorecer o desenvolvimento de doenças como hipertensão, doenças pulmonares e até a Covid-19.

A gengivite é uma inflamação que afeta as gengivas, causada pelo acúmulo de placa bacteriana. Ela deixa as gengivas mais avermelhadas, provoca desconforto ou sangramento na hora de escovar os dentes. Apesar de não ser grave, ela pode se transformar em periodontite, este sim um problema super preocupante.

Sinais de que a gengivite evoluiu para periodontite

Bolsas periodontais: as gengivas que tocam os dentes se transformam em bolsas, que acumulam ainda mais placas bacterianas.

Retração das gengivas: quando o dente começa a se distanciar da gengiva mais do que o normal, isso se caracteriza uma retração, que deixa a raiz do dente exposta e causa ainda mais problemas.

Sensibilidade dos dentes: sabe quando você toma algo gelado ou muito quente e isso causa dor ou ardência em algumas partes da boca? É isso que você sente quando a raiz fica exposta. 

Dentes moles: enquanto que a gengivite se limita à inflamação das gengivas, a periodontite afeta os demais tecidos de suporte do dente, como o tecido ósseo. Isso leva ao  comprometimento do suporte dos dentes e até a queda.

Mau hálito: a halitose é, na maior parte das vezes, causada por problemas bucais. A gengivite é um desses problemas. E saiba que nem sempre você saberá que tem mau hálito, porque o odor da boca não é sentido pela própria pessoa.

Não adie a visita ao dentista

Para impedir casos extremos que levam à perda de dentes, procure o dentista a qualquer sinal errado com a sua boca. E se não houver nenhum sinal, faça check-ups duas vezes ao ano. Pode acreditar: essa atitude pode ser fundamental para manter a saúde do seu sorriso.

O tratamento começa por aí: buscar um periodontista, que fará um procedimento fundamental chamado descontaminação, e instruirá o paciente a mudar alguns hábitos, como evitar açúcar. Podem ser receitados também suplementos vitamínicos.

O principal é ter a consciência de que a gengivite pode ser imperceptível e, por isso, é fundamental visitas frequentes ao dentista. Afinal, ninguém quer perder os dentes, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *